Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Oceano de livros

Como no mar, nos livros eu mergulho. me perco e me encontro, sinto-me em paz e acima de tudo sou mais autenticamente eu própria. In ocean or book, I dive in, I lose myself and find myself, but above all, it's when I more my real me.

Oceano de livros

Como no mar, nos livros eu mergulho. me perco e me encontro, sinto-me em paz e acima de tudo sou mais autenticamente eu própria. In ocean or book, I dive in, I lose myself and find myself, but above all, it's when I more my real me.

20
Dez19

Desafio dos pássaros#15 –O Pai Natal decidiu reformar-se e as entrevistas começam esta semana. Descreve uma dessas entrevistas na perspectiva do recrutador de recursos humanos: A Rena Rudolfo.


Inês Norton

O nome era Nicky Kringle, e eu estava à espera de mais um gordo bebado com tendências pedófilas, mas o que surgiu foi algo inesperado no mínimo. Ela, sim ela, era uma mulher pequena, s olhos enormes e um sorriso caloroso,vestida de branco e dourado. Pensando que ela se enganara, esclareci que esta sala era para entrevistas de pais natais, e se a visão dela me espantou, mais surpreso fiquei com a resposta que ela me deu:

- “ Eu sei que não correspondo à imagem tradicional de um Pai Natal, e se me deixar expor a razão pela qual acho que posso ser uma boa aposta numa nova geração de Pais Natais, talvez possa não só ter encontrado o seu PN como venha a concordar comigo.”

Curioso, ouvi-a.

-”Para começar falo do facto de ser mulher e pouco ortodoxa. Segundo uma pesquisa de opinião a imagem do verdadeiro Pai Natal – o que se vai reformar agora - está degradada quer pelos comerciais de refrigerantes, pelos falsos e duvidosos pais natais que se vê nos centros comerciais e pela fobia do politicamente correcto que acha suspeito a aproximação de crianças e adultos, e cada vez menos adultos promovem a magia do Natal no imaginário das crianças, o que torna o Natal mais triste e consumista, e menos crianças têm fé no Pai Natal. Eu pretendo mudar isso em três fases: 1 – Aumento da Magia do Natal; 2 – Maior controlo das crianças boas e más e com programas de incentivo ao bom comportamento e à generosidade; 3 – Uma resposta rápida e pessoal a cada criança que escreve ao Pai Natal. O 1ºpasso passa por cada criança ter apenas um presente especial que não é comprado pela familia com uma cartinha pessoal a lhes lembrar o significado do Natal e como resposta à carta pensada ou enviada. O segundo passo é um conjunto de Apps para registar as tropelias de cada criança e analisar a motivaçao psicológica por trás de cada acto, criando soluções personalizadas, e aumentando a taxa de bons comportamentos, escusado será dizer que estas Apps foram desenvolvidas por mim e pode ver neste tablet também a simulação da entrega das prendas por drones, bem como os gráficos estimados dos resultados destas alterações.”

Não tive outra opção senão contratá-la.

 

Inês d’Eça

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo